05/05/2014

Hoje até que não foi um dia de todo ruim. Tá estampado na minha cara o quanto não estou bem, os olhos continuam inchados pois não consigo parar de chorar.
As vezes eu queria um milagre, que eu acordasse sem nenhuma dor, sem nenhuma tristeza, sem nenhuma vontade de morrer, mas sei que não vai ser assim, não vou acordar boa, a tendência é piorar até que eu comece o tratamento.
Continuo na contagem regressiva para quinta e tentando me manter viva.

04/05/2014

De volta

Pensei em mudar o foco do blog, pensei em escrever sobre filmes e livros, cheguei até a publicar aqui. Mas os acontecimentos dos últimos tempos me fizeram mudar de ideia.
Desde mais ou menos o meio do ano passado eu vinha já tendo sinais que estava ficando deprimida de novo, mas eu muito teimosa não levei a sério, de novo arrumei desculpas (burra, não bastou a primeira vez, tenho que fazer a mesma coisa duas vezes né) era cansaço, estresse por causa do trabalho (professora), várias e várias desculpas.
Esse ano começou pior, férias curtas, nada de tempo pra descansar, alunos mal educados e tava pronta a bomba, depressão de novo.
Hoje é domingo, são 3 dias chorando direto, houveram alguns fatores externos que precipitaram o choro, mas obviamente não é só isso.
Pedi ajuda pra amigos, conversei com o CVV, tudo pra me segurar até quinta feira, que é o dia da minha consulta com o psiquiatra.
Estou  escrevendo novamente aqui pra tentar manter minha lucidez, tentar não ter amnésia novamente, ou pelo menos ter um registro das coisas e não esquecer tudo como da outra vez.
E lá vamos nós, tudo de novo :(

14/01/2014

Ajustes de Contas

Pra quem não assistiu o filme esse texto contém spoilers leves (não acho que vai atrapalhar sua diversão, mas se quiser continuar lendo depois não me culpe!)


Ontem fui no cinema pra ver Ajuste de Contas, do Stallone e De Niro.
Confesso que estava com a expectativa no máximo pra ver o filme, afinal de contas juntaram Rocky Balboa com Jake LaMotta. Fora que sou muito fã do Robert De Niro, chego a gostar até dos filmes ruins que ele faz.
O trailer de Ajustes de Contas mostra uma comédia, muito nos moldes de A Última Viagem à Vegas, uma ironia ao fato de ser um filme feito por velhos. Mas o trailer só me fez ter certeza de uma coisa, não devo ver trailers de filmes que quero assistir; metade da graça estava no trailer, dei poucas risadas com o filme e a maior parte com o personagem Lightning do Alan Arkin ou com o menininho que fez o neto do De Niro.
Mas vamos a sinopse descaradamente copiada do site Adoro Cinema:
Billy "The Kid" McDonnen (Robert De Niro) e Henry "Razor" Sharp (Sylvester Stallone) foram grandes boxeadores que, agora, estão aposentados. Entretanto, mesmo tendo subido no ringue pela última vez há décadas, eles aceitam se enfrentar em uma última luta para desempatar o confronto histórico. Enquanto se preparam para o confronto, os dois terão que confrontar pessoas de seus passados: a bela Sally (Kim Basinger) e o filho B.J. (Jon Bernthal). ~Fim da minha cópia descarada~.
O filme começa com um matéria na TV sobre o aniversário da segunda luta dos dois, na primeira luta o Kid vence, na segunda o Razor vence e teria uma terceira luta, mas ela não se realiza porque o Razor anuncia a sua aposentadoria.
Kid depois que pendurou as luvas se deu bem, abriu um bar, uma concessionária, já o Razor foi enganado pelo empresário , voltou a trabalhar e ainda por cima tem que pagar o asilo do seu ex treinador, que já está gagá (o Lightning). O filho do ex empresário procura Razor para que ele faça uma captura de movimentos pra um jogo de vídeo game, Razor topa, desde que não se encontre com Kid, que ele detesta (só que não sabemos bem o porque logo no inicio, só depois de uns bons minutos de filme é que vamos começar a entender porque Razor odeia tanto assim o Kid.). Só que Kid aparece antes do combinado com o empresário e os dois brigam, quebram todos os equipamentos do estúdio, mas são filmados pelo celular e viram a sensação da semana na internet. Pronto, tá ai o mote ideal pra um empresário aproveitador tentar tirar uma grana e organizar finalmente a luta de desempate dos dois. O filme todo gira em torno da preparação pra essa luta e olha se você está esperando uma comédia, se contente em ver uma dramédia, tem muitos toques de drama familiar, um pouco daquela filosofia barata do Stallone, sinceramente não é aquela coca cola toda que o trailer mostrou.
Os atores veteranos estão bons, fazendo piada da sua própria forma física, da idade e tudo mais, mas o que é aquele infeliz daquele arremedo de Cris Rock, juro pra vocês fiquei com raiva o filme todo, muito estereotipado o personagem dele, nada carismático e nada engraçado, e como fui ver dublado me irritei mais ainda porque o dublador fez o cara gritando o filme todo (e pelo que vi no trailer ele não grita tanto assim, mas grita). E achei o fim do filme extremamente exagerado (vou dar um baita spoiler agora, se não quiser saber eu recomendo que pare de ler por aqui), caramba 9 rounds em uma luta com dois senhores da 3ª idade é too much pra mim, gente NOVE, sim NOVE, sendo que o De Niro tem 70 e o Stallone 67, por mais em forma que eles estivessem achei muito exagero. Cinco já seria demais, imagina nove.
Mas apesar de tudo isso acho que vale a pena, vale o ingresso. De 0 a 10 a nota do filme é 7!!
Até mais!

11/01/2014

Novo ano e uma nova cara pro blog

Bom, depois de muito tempo sem escrever eu finalmente decidi o que fazer com esse blog.
Vou transformá-lo em um blog de OPINIÕES sobre livros e filmes... quer dizer, minha opinião sobre os livros e filmes que assisto. Não será um site de resenha, muito menos de crítica (não quero que ninguém se paute em cima das minhas ideias pra ir ou não ver um filme), é mais uma forma de dividir minhas emoções.
Como estou lendo bastante e sempre vejo muitos filmes, porque não compartilhar minhas impressões. Mas repito, são apenas opiniões, sem nenhuma base, não vou analisar se um livro foi bem escrito, se a fotografia do filme tava fabulosa, se o editor de um livro tal não deveria ter apostado nesse livro ou se o diretor do filme deveria ter dirigido de outra maneira, não, mesmo porque não sou formada nem em letras nem em cinema, aqui vou só comentar sobre histórias e sim vou dar spoilers sobre tudo que eu ler ou ver.
E nada de só lançamentos de filmes ou livros da moda, vou falar de coisas velhas, vou falar mal se eu não gostar (e tem um filme baseado em um livro que eu já li que só de ver o trailer eu sei que não vou gostar e vou descer a lenha nele aqui :P).
Então não esperem nada elaborado, nem muito formal, serei uma amiga comentando sobre um livro ou filme e se você leu ou viu e quer compartilhar suas ideias eu ficarei muito feliz em ver seu comentário.
Quanto aos posts antigos eles vão ficar por aqui, já que o Surto Psicótico é uma parte muito importante da minha história.
E segunda tem post com o primeiro livro!

14/06/2013

Podemos fazer a diferença!!!

Semana passada durante uma aula sobre a Revolução Francesa dividi meus alunos em 3 grupos desiguais e reproduzi com eles os Estados Gerais. O grupo que era o Terceiro Estado conseguiu perceber a injustiça sofrida e mais do que isso, perceberam que eram a maioria e que não poderiam deixar com que as injustiças continuassem.
Ao fim da aula mostrei pra eles que vivemos em uma situação parecida com a situação da França pré revolução, somos a maioria trabalhadora, sendo sobretaxados para sustentar uma minoria que só faz é nos roubar na cara dura e nos dar uma péssima educação, transporte e saúde. E um aluno, bem no fim da aula vira e fala: "Professora, precisamos fazer uma nova revolução."
Essa frase não me sai da cabeça desde esse dia.
Em uma outra aula eles me perguntaram se poderiam mudar algo, eu disse que sim, que nós é que temos que mudar, que o governo nunca mudará sem que a gente pressione, que nós somos os patrões deles e que temos que exigir melhorias.
Nenhum dos meus alunos participou do protesto que teve hoje (13/05/13), mesmo porque eles são novos para participar disso, mas sei que muitos dos que estavam lá um dia ouviram de algum professor que eles seriam os agentes da mudança.
Chega de sermos roubados na maior cara dura, diariamente.
Chega de impostometro girando feito louco e político tendo a cara de pau de falar que não tem dinheiro.
Chega de não ter dinheiro pra educação e pra saúde, mas ter dinheiro pra superfaturar obra.
Chega de não ter dinheiro pra transporte, mas pra se transportar de São Paulo pra Paris ter.
Hora de acordar povo. Podemos sim fazer a diferença!!!!

25/03/2013

Um choque de realidade

Hoje me vi gorda, pela primeira vez na vida consegui ter a verdadeira noção do meu tamanho.
Ai a meia duzia de pessoas que leem meu blog vão me perguntar: Calista você tá doida? Não foi você que sempre espalhou aos 4 cantos que é gorda?
Sim, meu amigo leitor (todos vocês 6, que provavelmente nem devem ser seis mais, já diminuiu esse número), eu sempre falei que era gorda, mas por um distúrbio de imagem nunca me achei tão gorda quanto sou. Segundo o psiquiatra eu tenho o contrário da anorexia, eu não consigo me enxergar gorda no espelho, não conseguia....
Foi um choque, me olhar naquele reflexo e ver que eu estou enorme, talvez no meu limite.
Além desse distúrbio eu sofro de compulsão alimentar, então como não me via gorda eu podia comer sem muita culpa, era só fugir da balança.
Sei que comecei muitos regimes, muitas vezes, mas acho que dessa vez terá que ser sério

23/03/2013

Fotos...

Conversando com uma colega do inglês percebi que não tenho fotos de um certo período da minha vida.
Durante o tempo que estive deprimida eu não tirei fotos, não existem registros desse tempo, em nenhum lugar.As redes sociais ainda engatinhavam, o orkut mal havia começado, Facebook, Twitter, nada disso existia e a ideia de compartilhar suas ideias ainda não eram tão normais. Eu tinha um blog, mas sinceramente não me lembro do que aconteceu com ele, não me lembro de muitas coisas que aconteceram nesses 4 anos, acredito que meu cérebro de alguma forma quer me poupar de reviver toda aquela dor, então simplesmente apagou tudo o que pudesse realmente me machucar novamente.É muito engraçado como as coisas acontecem, eu sempre registrei minha vida de alguma forma, fosse através de diários, fotos e agora pela própria internet, não ter registros desse tempo só faz com que o sentimento de que esses anos não existiram aumente. 
O meu RG mostra que em breve farei 32 anos, mas ele não excluí esses meus 4 anos perdidos, os anos que sobrevivi apenas, os anos que respirava apenas por ser um movimento involuntária do corpo. Lembro muito pouco, quase nada mesmo desses anos, mas cada lembrança me dói como se fosse a morte de alguém muito querido e de certa forma até era, uma de mim morria pra dar espaço a outra, mais forte, mais tranquila. Ainda tem pedaços dessa outra eu, que vive aqui e por isso algumas lembranças ainda persistem, por isso algumas vezes dói demais e por isso que no meu rosto os 32 ainda se fazem presentes, mas quando essa outra eu morrer de vez (e ela tem que morrer) eu finalmente vou aparentar os 28 que me é de direito.

16/01/2013

Um sonho... só que não.

Voltando a postar depois de um ano e resolvi polemizar. Essa notícia aqui me chocou hoje "'O sonho dela era a lipo', diz amiga de manicure que teve morte cerebral". Sério gente, o que passa na cabeça de uma pessoa em ter o sonho de fazer uma lipo???  Será que as pessoas realmente sabem pra que serve uma lipoaspiração??? Será que o médico irresponsável responsável fala pra paciente que lipo não é pra emagrecer? Sou gorda, quem me conhece sabe, nunca neguei e sei que a unica maneira de emagrecer é com dieta e exercícios. Claro, existe quem tem problemas hormonais e precisa de medicamentos, mas sei que não existe milagre para emagrecer, bem que eu queria dormir gorda e acordar com os 60 quilos do meu sonho, mas isso é IMPOSSÍVEL, sim gente, impossível e os médicos sabem disso. 
A banalização da cirurgia plástica chegou a tal ponto que as ditas mulheres frutas alardeiam a quem quiser ouvir que fazem lipo todo mês. COMO ASSIM????? "Comi chocolate demais, corre pra lipo" "Exagerei no natal, corre pra lipo". Até quando vamos ver mortes por conta de mulheres que acham que a cirurgia é a solução dos seus problemas e de médicos oportunistas?
Não posso negar que já tive vontade de fazer plástica, de melhorar meu nariz, de diminuir os seios.... mas o amor que tenho a minha vida é maior. Pra que enfrentar uma mesa de cirurgia por algo que de fato não prejudica minha vida (no caso dos seios até beneficia :P)? Demorei 15 anos pra fazer minha tatuagem, sim QUINZE anos, porque sabia que era pra sempre, agora como uma pessoa em 2 semanas decide fazer um procedimento cirúrgico, tomar anestesia geral e com um filho de 8 meses???
Já li em algum lugar que tem que esperar um bom tempo depois de uma cesariana pra se fazer uma lipo e pelo que sei uma cirurgia demora 2 anos pra cicatrizar internamente. Fiz um procedimento simples (videolaparoscopia, um procedimento minimamente invasivo)  há 5 anos atrás e até hoje minhas cicatrizes doem. 
Realmente eu não entendo, o que leva alguém a ter um sonho assim? Como dizia a piadinha: pra que me importar em ser magra agora, se depois que eu morrer vou ter toda a eternidade pra ser só osso.

29/12/2012

2012

Esse foi um ano diferente pra mim, mas igual também. Eu finalmente me estabilizei no trabalho, voltei pra uma escola que gostei muito de trabalhar e pra ficar de vez, já que agora sou efetiva.
Conheci mais pessoas, mas mesmo assim não aprendi a fazer amigos, ainda me sinto sozinha quando mais preciso e não consigo pedir ajuda. Definitivamente o problema sou eu. E aprendi a mentir bem, fingindo que estou feliz, quando queria mesmo era morrer.
Mas uma coisa que aconteceu esse ano e que mexeu muito comigo foi me apaixonar. Eu nem pensava que isso ia acontecer de novo, não depois de tudo o que aconteceu. Mas a burra foi lá e se apaixonou de novo e de novo pela pessoa errada. Foram quase 3 anos sem saber o que era estar realmente apaixonada e ai o idiota apareceu, prometeu um monte de coisas e eu burra acreditei, nem sei quem é pior, ele que fez mil promessas que sabia que não ia cumprir ou eu que acreditei em todas elas. E agora eu só troquei uma decepção por outra, continuo na mesma, sonhando em ser amada, tentando entender onde é que estou errando.
Pois é 2012 quase do mesmo jeito que começou.

24/12/2012

Mensagem de Natal

Há muito tempo atrás havia uma menina que não gostava de Natal, mas ai ela passou por muitos problemas e assim que melhorou ela viu que por mais defeitos que os seres humanos tenham o Natal ainda pode ser uma festa especial, uma festa pra se lembrar de amigos queridos, um tempo onde se pode pedir perdão pra quem se magoou (já que eles estarão mais receptivos com o espirito natalino), um tempo pra se distribuir amor. Essa menina sabe que aquela velha canção que dizia "seja rico ou seja pobre o velhinho sempre vem" não é verdade, mas ela sabe que esse é o tempo pra que cada um de nós se torne o bom velhinho de alguém mais necessitado, e as vezes de alguém que tem dinheiro, mas só precisa de um abraço.
Bom essa menina já não é mais tão menina e aprendeu muitas coisas da vida na marra, mas no Natal ela volta a ser menina, acredita no Papai Noel e que adora cantar suas música natalinas favoritas.
E essa menina está aqui pra desejar a todos que ela ama um Feliz Natal e que todos vocês possam acreditar e que não precisem "aprender na marra" como ela.

13/01/2012

Mas por que rosa?

Chegou 2012 e eu decidi que estava na hora de realizar um desejo antigo, pintar o cabelo de rosa. Ai todo mundo vem e pergunta: "Mas por que pintar o cabelo de rosa?" E minha vontade é responder "Mas por que pintar o cabelo de loiro, de preto, de ruivo...??" Mas o Sr. Barriga me ensinou que só os idiotas respondem as perguntas com outras perguntas, ai eu resolvo responder que quero pintar porque gosto, porque tenho vontade, exatamente como todo mundo que pinta o cabelo pinta porque gosta e nem vem falar que é por causa de cabelo branco, porque a cor é a gente que escolhe.
Por conta da minha profissão, professora, por estar começando em uma escola nova, por estar recém efetivada, por tudo isso o cabelo não poderá ficar muito tempo rosa. Pensei em pintar assim que entrasse de férias da escola, mas acho que minha família não ficaria muito feliz comigo nas fotos de Natal com o cabelo pink, ai resolvi adiar.
Dia 6 de janeiro, fui na Galeria do Rock comprar a tinta que iria passar, pink. Claro que eu não lembro a marca da tinta e custou apenas R$30 (pesquisei e vi umas tintas de até R$70).
Como eu sou uma pessoa ansiosa e não sei esperar, não consegui esperar a Angela ter tempo pra vir descolorir meu cabelo e ai tentei fazer o processo sozinha. Essa ai de baixo sou eu antes do processo de descoloração, tirei essa foto pra ninguém duvidar que fiz isso mesmo.
Ai a idiota aqui tentou descolorir sozinha  cabelo, e ai que desastre que foi, meus braços são curtos e eu consegui foi mais é passar descolorante na raiz, que inclusive é mais quente que o restante.
Dá pra perceber minha cara de desespero nessa foto? Eu sentia a cabeça borbulhar, mas sabia que tinha que aguentar pra conseguir o que eu queria.
Só que não consegui o que eu queria, o cabelo ficou muito amarelo e em alguns lugares eu não consegui passar o descolorante e continuou castanho, ficando todo manchado. Ai vocês nem imaginam a minha decepção, queria tanto o cabelo rosa, mas parecia que esse desejo estava ficando longe... Minha vontade quando me vi foi de passar a tinta castanha na mesma hora e desisti de tudo. Só que além de ansiosa eu sou teimosa e decidi que na segunda feira ia tentar de novo, mas até então eu ia ficar assim:

Claro que arrumei um boné e fiquei domingo e segunda com o cabelo escondido cada vez que precisava sair na rua, mas já na segunda feira eu corri em uma perfumaria, comprei mais um pó descolorante, água oxigenada e intimei minha mãe pra que ela me ajudasse, não podia mais jogar dinheiro fora, e mamãe fez um ótimo trabalho. Claro que não teve muito jeito, o cabelo ficou amarelado, mas pra ele ficar branco precisaria de mais uma sessão de descoloração (o que seria traumático) e um tonalizante cinza pra quebrar o laranja, mas deu pro gasto e eu fiquei com a maior cara de piriguete.

Cheguei atá a sair na rua assim e ninguém me olhou de maneira estranha. Realmente as piriguetes estão super na moda.
Ai a Angela, que é tão ou mais maluca do que eu, veio pintar o cabelo de rosa, e foi ótimo, a tinta é super boa mesmo, o um frasco deu perfeitamente pro meu cabelo que é comprido e volumoso, enfim, foi simples e rápido de passar e o resultado ficou lindo. Eu pelo menos adorei, pena que meus dedos ainda estão rosa :P


Só posso dizer uma coisa, não serei uma pessoa frustrada quando ficar mais velha! E estou muito satisfeita com o resultado!

31/12/2011

Feliz Ano Todo!

Para encerrar 2011 e desejar tudo de bom para meus lindos amigos, vou me usar as palavras do mestre Carlos Drummond de Andrade.



DESEJOS


Desejo a vocês...
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho.
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender um nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu.


Feliz 2012 pra todos!

26/12/2011

Um ano pra não esquecer!

Posso dizer do fundo do meu coração que 2011 foi um ano que jamais esquecerei. 
Perfeito não foi, mas quase chegou lá.
Quem me conhece sabe que eu ja tive depressão e depois que eu consegui o controle da doença o fim de ano ganhou um gosto especial, uma especie de comemoração do meu renascimento, só que depois desses anos eu ainda não tinha tido um ano tão bom quanto foi 2011. Claro que tiveram coisas ruins, verdade, não posso negar, pois nada nesse mundo é perfeito, perdi meu querido avô, estamos enfrentando sérios problemas de saúde da minha avó, meu primo, que é praticamente meu irmão, quase morreu em um acidente de moto, outras pessoas queridas também partiram, mas o ano encerra com um saldo mais positivo do que negativo.
Tanto o meu avô, quanto as outras pessoas que se foram nesse ano, estavam sofrendo demais e tenho certeza que agora estão em um lugar muito melhor do que se estivessem aqui em cima de uma cama de hospital. Meu primo querido não só saiu com vida do seu acidente como também com poucas sequelas, o que é um milagre.
Esse também foi um ano de mudanças...
Conheci muita gente boa, amigos de verdade, com quem posso contar. Alguns inclusive ajudaram e muito nessa mudança de vida. É o caso do Boris Depre que com seu Aspiracast sobre Designer Gráfico com o Joh Meira e o Almoph me ajudaram a escolher o que eu ia estudar, sim com 30 anos eu decidi dar novos rumos a minha vida e voltar a estudar. Prestei ETEC, passei em 3º lugar em um curso concorrido e agora me desafio diariamente, fazendo coisas que jamais pensei que conseguiria fazer na vida, como desenhar.
Eu agora sou uma sofredora professora efetiva do Estado de São Paulo, a maior loucura da minha vida foi levar 2 cursos simultaneamente com o trabalho, mas consegui passar com louvor nos dois e tenho muito orgulho disso, pois sofri muito, abri mão de muitas coisas pra conseguir esses 2 feitos, estar em um curso técnico de grande reconhecimento e finalmente ter uma carreira estável.
<>Tive problemas, sofro ainda quando a depressão resolve dar um oizinho, tenho que me controlar pra não voltar a tomar os remédios e passar por tudo de novo, pois só quem passou o que eu passei sabe bem que a vida é muito mais linda, muito mais colorida e muito mais legal sem os remédios.
Quero agradecer algumas pessoas em especial:
As minhas queridas, minhas irmãs, Angela, Patricia e Juliana, que foram as pessoas que me aturaram no pior momento da minha vida, não são familiares de verdade mas que se portam como tal e que sabem que todos nós temos altos e baixos e que amigos são pra todos os momentos. Pati, que o Arthur venha lindo e com saúde e eu serei uma tia mega babona.
A minha prima amada Ana, linda, maravilhosa e que eu amo demais, não só por ela ter me levado no show do U2 :P, mas por muitas outras coisas.
Ao pessoal do Podbreja e Podchurras, não vou citar todos aqui, mas vocês moram todos no meu coração, mas quero deixar um beijo especial pra Morena Moraes, que é linda e que me recebeu no primeiro Podbreja que eu fui como se eu fosse uma amiga de longa data e um vou deixar também um abraço grátis pro Zé Eu Mesmo, que ficou largado comigo na rua, perdido e quase dormimos no banco da praça, mas por sorte (e Deus) conseguimos ônibus pra chegar em casa.
Já agradeci, mas não custa nada repetir, ao Boris, que me ajudou a escolher um novo rumo pra minha vida. Eu recomendo muito que todos escutem o Aspiracast, o podcast é bom de verdade e vale muito a pena, mesmo que você já tenha sua profissão, pois como sempre disse meu pai, o saber não ocupa lugar.
Agradeço a todas as pessoas que fazem parte dos meus podcasts favoritos: Aspiracast, Histórica, Jovem Nerd, Jurassicast, JWave, Themyscira, Monalisa de Pijamas, Na Calçada, Papo de Gordo, Papo Lendário, Pauta Livre News, Radiofobia e Rapaduracast, que são meus amigos nos momentos que estou triste, que me fazem passar vergonha no busão e que até quase foram responsáveis pela minha morte, em uma crise de riso. Mas principalmente por me ajudarem nos momentos de crise, quando a dor se torna quase insuportável, quando a vontade de morrer fica quase maior que a vontade de viver, vocês estão lá, não pra me ouvir, mas pra arrancar do meu rosto um sorriso que começa tímido, mas quase sempre termina em gargalhada. E nesse caso eu tenho que agradecer nominalmente a Maira Moraes, Dudu Sales, Mafalda, Eubalena, Phoebe, Ph Santos, Jurandir Filho, Mauricio Saldanha, Alottoni e Azaghal. Não que os outros não sejam importantes, mas esses foram os primeiros podcasts que ouvi e que me levaram a outros, sem essas pessoas eu não conheceria tanta gente como conheço hoje.
Esse ano amei conhecer algumas arrobas que povoam meu twitter e outras que eu conheci pessoalmente e que só depois viraram arrobas.
Um ultimo abraço pra uma pessoa que compartilha de um mesmo amor que eu e que tá se tornando uma parceira incrível, alem de ser minha padwan (pretensão minha me achar uma mestre Jedi, mas beleza) a querida Sarah, e acho que nem tem ideia do carinho que sinto por ela.
Faltaram algumas coisas, sim faltaram, faltou principalmente um amor, um que me fizesse esquecer tudo que já sofri e que fizesse com que eu tivesse uma nova esperança nessa parte amorosa, que me faça mudar.
Agradeço a todos aqueles que fizeram parte da minha vida, pessoalmente ou virtualmente, que seu ano de 2012 seja tão bom ou melhor que o meu 2011, que seus sonhos se realizem, que suas esperanças se renovem.
Feliz 2012 pra todos!

27/08/2011

Coisas simples

To carente. E peço desculpas por esse post, mas preciso desabafar.
Já está perto de completar 2 anos que estou solteira, nesse meio tempo me iludi com um ou outro, ouvi promessas que eu sabia que não seriam cumpridas e não foram, despertei paixão em quem eu não tenho interesse, mas ainda não consegui preencher esse vazio do meu coração.
Que me desculpem as mulheres que pensam o contrário, mas não me sinto totalmente feliz e realizada estando sozinha. Sinto falta de um abraço carinhoso, sinto falta de um telefonema apenas pra saber como estou, sinto falta de SMS trocadas durante o dia.
Ai alguém vai falar, mas se você já despertou paixões, por que não ficou com ele? Estar carente não significa que estou desesperada e vou ficar com alguém que não gosto só por que não quero ficar sozinha. Eu ainda tenho amor próprio e vocês podem mandar me interditar e me internar em um hospício se eu fizer isso, prefiro morrer de solidão a ficar com alguém que não ame.
Tento manter a autoestima, mas em dias como hoje fica difícil, fico só pensando se o problema sou eu, se eu to toda errada (será que o problema está em ser gordinha? ou será que é por gostar de dar atenção e de ter atenção?) e por isso ninguém me quer.
Sou mulherzinha sim. Sou carente sim. Mas acho que não é defeito nenhum querer alguém que me faça um carinho, que me agrade, que me faça um cafuné, que me aguente no MSN quando tiver com insônia, que me roube um beijo... Quero coisas simples, coisas que não precisam de dinheiro, apenas boa vontade, mas hoje em dia boa vontade e amor estão fora de moda. Acho que não to pedindo demais não né!

09/07/2011

Oportunidades!

Sabe aquela velha história de que quando Deus fecha uma porta ele abre uma janela? Pois olha ela acontecendo de novo. Ontem o anjinho da Ana Luiza foi encontrar papai do céu, mas hj Ele nos deu a oportunidade de ajudar outro anjinho. Meu querido Lucas, filho de uma amiga muito querida, descobriu a pouco que tem um tumor no esofago e ele só tem 5 anos. Há alguns dias foi feita a retirada do tumor que, graças a Deus, foi retirado totalmente e se constatou um tumor benigno, portanto o pequeno nem vai precisar passar pela torturante quimioterapia.
Só que por conta dessa cirurgia o hospital precisa de sangue, de qualquer tipo e sei que meus amigos vão me ajudar nessa.
Quem não puder doar, divulgue essa mensagem por favor, sei que todos nós podemos fazer a nossa parte, mesmo que pareça pequena.
A doação é em nome de Lucas Bernardo Campoi
Elas podem ser feitas no Hospital AC Camargo que fica na R. Professor Antônio Prudente, 211 São Paulo - SP - Liberdade ou então no Centro de Hematologia de São Paulo que fica na Av. Brigadeiro Luis Antonio, 2533 Jardim Paulista, as doações devem ser feitas para o Hospital Nossa Senhora de Lourdes.
Muito obrigada a todos!